Folar de Chaves

A História

Onde tudo começou

Antigamente o folar era confecionado na Páscoa, nas casas mais abastadas, e era também para oferecer aos afilhados, razão pela qual também se pode designar por Pão da Páscoa.

descrição

Pão feito à base de farinha de trigo, dando-lhe uma textura de miolo fofa e amarelada, tendo uma côdea dourada/amarelada, apresentando um formato meia-lua, com um peso de 500g a 3Kg.

O seu aroma caracteriza-se pelo azeite e carnes fumadas.

outras denominações

Folar de Chaves ou Pão da Páscoa.

Ficha de Produto

l

Designação Comercial

Pão de Centeio de Chaves

Tipologia

Produtos de panificação compostos, salgados

Origem

Trás-os-Montes – Chaves

Condições de conservação e prazo médio de validade

3 a 5 dias, em local fresco e seco.

Matérias Primas

Massa: Farinha de trigo, Ovos, Azeite, Manteiga (banha de porco), Sal, Fermento padeiro (ou isco)

Recheio: Carnes fumadas da região

O Processo

Processo de Fabrico

“Folar de Chaves”

É colocada farinha de trigo, sal e fermento, seguidamente vai-se misturando os ovos, manteiga e azeite, amassando-se até criar uma massa homogénea. Depois de alguns minutos da massa trabalhada, á mão, aos braços ou mecanicamente, está a massa amassada.

É retirada e colocada em cestos, onde a massa é coberta com um pano, permanecendo a levedar durante cerca 2 a 5 horas. Durante o processo de levedação, dá-se início ao aquecimento do forno, aquecido com lenha, demorando mais ou menos o mesmo tempo de levedação da massa.

Depois da massa lêveda e o forno quente, é dividida (tendida) a massa em peças, aqui dá-se início ao processo de recheio com carnes fumadas, onde é moldado a peça (folar) sendo levedada durante mais ou menos 1 hora.

Por fim, lêvedo, introduz-se no forno á pá ou descarregador, tendo um tempo de cozedura de 1h30 a 2h.

Fontes
Padaria da Raposeira, Lda.